Você sabe como precificar seu produto ou serviço?

Um dos grandes problemas ao iniciar um negócio é não saber calcular os custos para definir o preço de uma mercadoria. Para você não se perder, iremos mostrar como precificar corretamente um produto ou um serviço. 

Para determinar o preço de venda é preciso colocar tudo no papel para não se perder. Depois, é só fazer os cálculos conforme mostraremos e explicaremos nas fórmulas específicas de cada um.

Para os prestadores de serviço não ficarem perdidos, pois não vão precificar mercadoria, e sim a sua mão de obra. Não entrem em pânico, pois também vamos mostrar a fórmula para calcular o serviço. Vamos lá?

Determinando o preço de um produto comercial

Para precificar o preço de um produto, existem variáveis que precisam participar do cálculo de uma forma geral. Veja a seguir:

  1. Preço das mercadorias compradas;
  2. Média mensal das vendas da empresa;
  3. Custos fixos (mensal);
  4. Dividir os custos fixos pela venda média mensal ou valor por mensuração;

A primeira coisa é obter o Custo da Mercadoria Vendida, este dependerá se a empresa é ou não optante do Simples Nacional. Se for, o cálculo será:

  • Preço compra – crédito ICMS + Frete – ICMS frete + IPI = Custo efetivo

Se não for:

  • Preço compra + frete + IPI= Custo efetivo

Agora você precisa identificar o custo de funcionamento que depende do levantamento dos custos fixos em função do faturamento médio mensal. O cálculo ficará assim:

  • Custo fixo rateado: (Custo fixo mensal) X 100

                                        Faturamento médio mensal

Com os dois resultados, você obterá o preço da venda que levará em consideração os seguintes fatores:

  1. Identificar a margem de lucro desejada/possível para mercadoria;
  2. Identificar os custos variáveis (impostos, comissões, fretes de entrega etc.);
  3. Somar o percentual do custo de funcionamento às despesas.

Ficando assim:

  • Preço de venda: (Custo do produto x 100%)

100% (% lucro + % custos variáveis + % custo fixo rateado)

Pronto, agora você já sabe como precificar as suas mercadorias sem medo, faça apenas tudo com calma e obterá o resultado correto e não terá mais quaisquer prejuízos.

Determinando o preço de um serviço

E para um serviço? É um pouco diferente, mas nada muito difícil de se obter. Você anotará os seguintes valores:

  1. Custos fixos mensais;
  2. Custo de rateio para os custos fixos em relação aos serviços prestados.

Os prestadores de serviço também possuem custos fixos, só que em vez de dividir pelas vendas mensais, você fará pela hora do serviço.

  • Custo hora serviço: (Custos fixos mensais)

             (Número de empregados x Horas produtivas por pessoa)

É importante identificar o tempo gasto para cada serviço, só assim será possível separar as horas produtivas das improdutivas. Com essas informações você irá analisar os seguintes pontos:

  1. Margem de Lucro desejada/possível para o serviço;
  2. Custos variáveis.

Preço de venda: Custo do serviço prestado x 100%

                     100 – (%lucro + %custos variáveis)

Conclusão

Muito simples, não é mesmo? Os cálculos dependem apenas de coletar os valores de cada variável corretamente, com isso, não haverá erro na hora de precificar um produto ou serviço.        

Leia Mais

O que um site de contabilidade deve ter?

Em um mundo digitalizado como o nosso, é fundamental que toda empresa – inclusive as de contabilidade – tenham o seu próprio site. Afinal, uma página na internet é o seu cartão de visitas para o mundo.

Sobretudo, na hora que um cliente busca por uma empresa de contabilidade, o primeiro lugar onde buscará a informação é justamente na internet. Portanto, saiba mais sobre o que um site de contabilidade deve ter a seguir!

Essência do conteúdo de um site

Certamente, é fundamental para o seu site de contabilidade que ele contenha as informações mais importantes a respeito da sua empresa. Pois, sua página não é apenas uma forma de contato entre você e o cliente: ela funciona, também, como o primeiro encontro que impulsiona a oportunidade da conversão em contrato.

Ademais, você deve transmitir ao seu cliente, através do site, quais são os diferenciais que posicionam sua empresa à frente das outras no mercado. Por isso, o conteúdo deve ser bem escrito, transmitindo clareza e experiência na contabilidade.

Estruturação de um site

Analogamente, ao planejar seu site, você deve estruturá-lo de forma simples e dinâmica.

Principalmente, você deve escolher um layout leve e com o mínimo de poluição visual possível. Afinal, a principal mensagem deve ser transmitida pelo conteúdo da página, e não pelas imagens – com exceção, é claro, da sua logomarca.

Por isso, em primeiro lugar, você deve ter as seguintes seções:

  • Página inicial;
  • Valores e histórico;
  • Serviços;
  • Perguntas mais frequentes;
  • Contato.

Página inicial do site de contabilidade

Primordialmente, deve-se lembrar do ditado: “a primeira impressão é a que fica”. Ainda mais, em tratando-se de um site, é o que consta na página inicial que vai fazer com que o seu futuro cliente navegue pelo resto.

Portanto, a página inicial deve conter um resumo breve sobre os serviços, a experiência da empresa no mercado – se for uma empresa mais antiga – e, claro, a excelência do trabalho em contabilidade prestado por você mesmo.

Valores e histórico

Com efeito, a seção de “valores e histórico”, no seu site, deve ser razoavelmente detalhada, com entre três a cinco parágrafos. Nesse sentido, você falará sobre a missão da empresa e os valores éticos dos serviços profissionais prestados por você e sua equipe.

Logo após, você deve falar sobre o histórico da empresa, quando foi fundada, e a experiência acumulada no ramo da contabilidade.

Serviços do site de contabilidade

Ainda, seção de serviços do site, a qual o cliente olhará com muita atenção, você deve detalhar de forma simples sobre o trabalho que realiza. Portanto, caso sua empresa siga uma segmentação de área, fale mais sobre as especialidades dos serviços contábeis prestados para o seu público-alvo específico.

Perguntas mais frequentes e contato no site de contabilidade

Na seção de perguntas mais frequentes, você deverá elaborar uma lista com, obviamente, as questões mais comumente feitas por clientes a respeito dos seus serviços, devidamente respondido.

Na seção de contato, deve constar um formulário, além de todos os meios de comunicação da sua empresa: telefones, fax (se houver), endereço, e o que for importante para que o cliente ache você.

Atualize sua página

Por fim, lembre-se de manter sempre o seu site atualizado e dinâmico. Inclua, se possível, o que for relevante. Desse modo, a sua empresa terá um enorme sucesso, fazendo bonito na seara do marketing contábil!

Leia Mais

Como abrir um escritório de contabilidade

Atualmente abrir um escritório de contabilidade é uma das possibilidades à disposição do profissional dessa área para a construção de sua carreira.

No entanto quando se fala na regularização de uma empresa existem muitas questões importantes que devem ser levadas em consideração.

Além de ter que enfrentar as burocracias e custos de um negócio, o empreendedor tem que lidar com outros desafio como: concorrência, gerenciamento de equipe, marketing, satisfazer os clientes, avaliar o desempenho e implantar melhorias, por exemplo.

Portanto, não basta apenas ter conhecimento em contabilidade, mas é preciso também colocar em prática estratégias de gestão que possibilitem o bom funcionamento do negócio.

Mas apesar dos obstáculos a serem superados, é possível abrir um escritório de contabilidade e ser bem sucedido no ramo. Acompanhe este artigo e veja como dar os primeiros passos.

Antes de abrir um escritório de contabilidade, entenda o mercado

Primeiramente o que se deve perceber é que o mercado contábil tem muitas empresas, por isso a concorrência é grande.

Por outro lado isso indica que esse tipo de serviço vem sendo cada vez mais valorizado e buscado pelas empresas que terceirizam o seu setor de contabilidade.

Sendo assim, por mais que haja muitos concorrentes, esse mercado ainda está longe de se tornar saturado.

E conforme a economia do Brasil for sendo retomada haverá uma forte tendência de crescimento da área.

Então, se você estiver pensando em abrir um escritório de contabilidade, saiba que as expectativas para os próximos anos são bastante otimistas.

Mas é claro que o seu negócio terá que se destacar para conquistar bons clientes, garatindo os lucros.

Como regularizar um Escritório de Contabilidade

Assim como a abertura de qualquer empresa, a regularização de um escritório de contabilidade possui algumas etapas importantes, que devem ser seguidas por quem deseja atuar no ramo.

Apesar de no brasil as exigências serem grandes, existem algumas etapas principais. Então veja a seguir como abrir um escritório de contabilidade em alguns passos.

1. Registro no Conselho Regional de Contabilidade

Assim como acontece para vários outros modelos de negócios, o contrato social para que se possa exercer atividades contábeis devem seguir algumas regras, incluindo a definição de responsabilidade técnica, bem como a descrição dos serviços que são oferecidos aos clientes.

Para a emissão dessa documentação é necessário que os sócios possuam registro no conselho regional de contabilidade, que deve estar ativo.

Inclusive após a liberação do CNPJ, é necessário proceder com a finalização do cadastro juntamente ao CRC, mediante apresentação de uma documentação complementar exigida.

2.  Registro Municipal

Após ter cumprido os passos anteriores, é necessário proceder com a regularização solicitando o registro municipal referente à cidade em que a empresa será instalada.

Diante disso é importante ressaltar que de acordo com o regime jurídico do negócio as normas podem variar bastante. Por isso é importante que isso seja definido de forma consciente.

Em linhas gerais o modelo mais vantajoso pode ser a Sociedade Uniprofissional (SUP), pois assim a empresa recolhe o Imposto sobre Serviço (ISS) de acordo com o número de funcionários e não de acordo com o faturamento.

Mas de qualquer forma vale ressaltar que é muito importante que isso seja avaliado com calma, e que todas as características da empresa e objetivos sejam levados em consideração para que não haja futuros problemas com relação a isso.

3. Cadastro no Sindicato

É muito importante que ao abrir um escritório de contabilidade você se ocupe de se filiar ao registro sindical patronal da categoria.

Nesse caso o órgão responsável é o Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, das Empresas de Assessoramento, Perícia, Informações e Pesquisas (Sescon)

Do mesmo modo, a partir do momento em que ocorrer a contratação de um funcionário, é necessário realizar o cadastramento no Sindicato dos Empregados.

4. Emissão da Senha na Secretaria da Fazenda

Diante da Secretaria da Fazenda as empresas de Contabilidade são consideradas responsáveis pelos seus clientes.

No entanto para que se possa realizar algumas ações como abertura e regularização de empresas é preciso conseguir uma senha de acesso emitida pela própria Secretaria da Fazenda.

Para conseguir a autorização para isso é necessário fazer o preenchimento de um requerimento que deve ser assinado e protocolado em Posto Fiscal.

5. Certificado digital e-CNPJ

Para a realização de diversos processos online, é necessário que a empresa possua o Certificado Digital, que é como a assinatura eletrônica da empresa.

Para abrir um escritório de contabilidade esse documento é de suma importância, porque somente com ele é possível enviar documentos e representar os clientes por meio da internet.

6. Para abrir uma empresa de contabilidade é necessário uma boa equipe

O primeiro passo ao pensar em equipe de trabalho em um escritório de contabilidade é planejar a divisão deve entre as áreas mais específicas: contábil, fiscal, pessoal e administrativa. Além disso se planeje também com relação ao TI e marketing.

Devido à complexidade e exigências das leis brasileira, o ideal é que o escritório seja dividido e, que cada um dos setores possua um membro responsável pelo gerenciamento da equipe.

Mas o principal é que haja um bom planejamento com relação ao tamanho das esquipes de acordo com as metas a serem alcançadas, para que não haja sobrecarga de trabalho.

E para que a sua empresa se destaque, contratar colaboradores preparados e experientes é essencial. Além disso os treinamentos também são indispensáveis.

7. É preciso ter conhecimento e experiência para assumir um escritório contábil

Buscar criar uma equipe especializada dentro do seu negócio é muito importante, mas o líder de tudo isso será você.

Por isso, antes de abrir um escritório de contabilidade pense bem se você realmente está pronto para encarar as responsabilidades que existem por trás disso.

Além de ter muito conhecimento em contabilidade, você vai precisar conhecer muito sobre as outras áreas de atuação da sua empresa.

Além disso, deverá gerir adequadamente uma equipe sendo um bom líder e lidar com as responsabilidades e exigências da área.

Lembre-se de que a legislação brasileira é bastante rígida e frequentemente você poderá esbarrar em algumas questões relacionadas a isso.

Apesar das dificuldades existentes, abrir um escritório de contabilidade é um empreendimento bastante promissor, visto que o número de empreendedores no Brasil vem aumentando e, consequentemente há uma maior exigência por profissionais dessa área.

Leia Mais

A importância do marketing contábil

Inegavelmente, em tempos de intensa crise financeira, o que diferencia uma empresa de contabilidade no mercado é justamente o marketing contábil. Sobretudo, diante do amplo panorama de falências e endividamento, é a visibilidade que garantirá sucesso ao seu negócio.

Portanto, é fundamental que se entenda como o marketing contábil será um grande diferencial para o crescimento da sua empresa. Saiba mais sobre a real importância do marketing contábil aqui!

O que é marketing contábil?

Em primeiro lugar, o marketing contábil parte do pressuposto de que uma empresa de contabilidade deve evoluir para uma estratégia multifacetada de experiência que balanceie tecnologia e técnicas científicas para alcançar audiências específicas em uma área ampla.

São técnicas, portanto, de alta performance na promoção da imagem de sua empresa, firmando-a em um cenário bastante competitivo como sinônimo de eficiência e consecução de objetivos, como é o da contabilidade.

Antes de mais nada, a adoção dessa estratégia gerará um enorme impacto na visibilidade de sua empresa, aumentando sua reputação, oferta de serviços e carteira de clientes, que serão recrutados e, claro, mantidos. Isso também, diante de uma crise econômica, possibilitará um melhor pagamento pelos serviços.

Diferença entre marketing e vendas

Precipuamente, as pessoas confundem marketing e vendas, quer seja na contabilidade ou em qualquer outra área, coisas que são bem distintas. As vendas, naturalmente, se referem a um processo de convencimento para a compra de serviços.

Em contrapartida, marketing, sobretudo o contábil, trata-se do processo de gerar visibilidade para os serviços de uma empresa, encorajando clientes prospectivos a alcançá-la e requerer mais informações.

Em outras palavras, as vendas são uma consequência do marketing, posto que, quando bem-feito, este gera oportunidades bastante qualificadas. Vendas, portanto, referem-se à transformação de oportunidades em clientes.

O que o marketing contábil pode fazer por você?

Nesse sentido, a adoção do marketing contábil como estratégia para sua empresa pode, sobretudo, retratar o que é que dá certo e o que não dá certo ao tentar atrair oportunidades de nova clientela com qualidade.

Por analogia, o uso de técnicas de marketing contábil permite que você conheça a audiência que pode vir a necessitar dos seus serviços. Pois, diante de centenas de relações contratuais diferentes, uma empresa de contabilidade muito dificilmente conhece a fundo o seu mercado.

Ademais, o principal critério levado em consideração por um cliente ao escolher uma empresa de contabilidade é justamente o da experiência e excelência em sua área. Portanto, ao pesquisar por uma firma contábil, é justamente essa a primeira palavra-chave buscada por um cliente.

Todavia, experiência, frequentemente, trata-se de algo invisível. Crescerá, portanto, a empresa que adotar estratégias de marketing contábil para posicionar-se como experiente e excelente diante do mercado – mais, se possível, que os outros competidores do ramo da contabilidade.

Em suma, o marketing contábil atrai novas oportunidades de contrato e consolida, sobretudo, a reputação de sua empresa de contabilidade no mercado. Oferece, portanto, uma oportunidade única de consolidar o seu nome e ampliar a sua visibilidade, mesmo que se trate de uma nova firma.

Afinal, por que não adotar estratégias de marketing na contabilidade, quando você só tem a ganhar com isso?

Leia Mais